terça-feira, 31 de julho de 2012

Refletindo sobre a Cultura Surda..


Você precisa ser surdo para entender 
Autor: Willard  Madsen (professor emérito da Gallaudet University, Washington)
Como é "ouvir" uma mão?
É preciso ser surdo para perceber!
O que é ser uma pequena criança na escola,
numa sala sem som com um professor que fala,
fala e fala e, quando se aproxima espera que saibas o que disse.
Precisas ser surdo para perceber!
Ou o professor que pensa que para seres inteligente deves,
primeiro, aprender a falar com a tua voz?
Precisas ser surdo para perceber!
Como é ter alguém a gritar pensando que te ajudará a ouvir
ou não entender as palavras de um amigo que
tenta tornar uma piada mais clara e não pegas o fio da meada.
Precisas ser surdo para perceber!
Como é quando se riem na tua cara quando tentas repetir o que foi dito somente para estares seguro que entendeste e descobres que as palavras foram mal ditas?
Precisas ser surdo para perceber!
Como é ter que depender de alguém que pode ouvir para telefonar a um amigo ou marcar um encontro de negócios e ser forçado a repetir vezes sem conta e no fim descobrir que a tua mensagem não foi bem divulgada?
Precisas ser surdo para entender!
Como é ser surdo e sozinho em companhia dos que podem ouvir e somente tentas adivinhar pois não há ninguém lá com uma mão ajudante enquanto tentas acompanhar as palavras e a música?
Precisas ser surdo para perceber!
Como é estar na estrada da vida e encontrar um estranho que abre a boca e diz alto uma frase rápida e não podes entendê-lo!
Precisas ser surdo para perceber!
Como é compreender alguns dados ligeiros que descrevem a cena e te fazem sorrir e sentir-te sereno com a "palavra falada” de uma mão em movimento que te torna parte deste mundo tão amplo?
É preciso ser surdo para perceber!


                                               Por  Rosa Maria Carneiro D. Fortunato 
                                                                                                       Em 31-07-2012

Um comentário:

  1. É professora... este texto é muito profundo e mexe com nosso brio. Devemos refletir e entender que Falar com as mãos é essencial para quem é surdo.

    Daniele

    ResponderExcluir