terça-feira, 29 de julho de 2014

Teatro de rolo, história: Chapeuzinho vermelho.

 Jardim II-C, Profs: Vaneide e Érika.

 Após a leitura da história  os alunos desenharam a sequência .Confeccionaram o teatro  de rolo da história Chapeuzinho vermelho na caixa.Vamos ver como ficou.


Pintura da caixa





Era uma vez uma linda menina chamada chapeuzinho vermelho.

 Um certo dia sua mãe pediu que ela levasse uma cesta de doces para a sua avó que morava do outro lado do bosque.








Chapeuzinho vermelho estava caminhando pelo bosque quando encontrou o lobo.

- Aonde vai chapeuzinho ? Perguntou o lobo.
- Na casa da vovó levar uma cesta de doces. Respondeu Chapeuzinho.
- Muito bem boa menina, por que não leva flores também ?

close no lobo.
Enquanto Chapeuzinho colhia as flores o lobo correu para a casa da vovó. Bateu a porta e imitando a voz de chapeuzinho vermelho pediu para entrar. Assim que entrou deu um pulo e devorou a vovó inteirinha, depois colocou a touca, os óculos e se cobriu, esperando chapeuzinho.
Quando chapeuzinho chegou o lobo pediu para ela chegar mais perto.
- Vovó que orelhas grandes ! Disse Chapeuzinho.
- É para te ouvir melhor. Disse o lobo.
- Que olhos enormes Vovó !.
- É para te ver melhor.
- Que nariz comprido !
- É para te cheirar.
- E essa boca vovozinha, que grande!
- É pra te devorar !!!.

Um lenhador que passava perto da casa ouviu o barulho e foi ver o que era.


O lobo tentou fugir, mas o lenhador atirou e matou o lobo.

Chapeuzinho apareceu e disse que o lobo havia engolido a vovó.
O lenhador abriu a barriga do lobo e tirou a vovó sã e salva.
Elas foram felizes para sempre!



Reciclagem Com a lenda : O Boto cor - de - rosa na garrafa.

 Jardim II-C, Profs:Vaneide e Érika

A lenda do boto cor-de-rosa, por possuir um caráter indígena, é muito popular na região Norte do Brasil. Segundo ela, ao anoitecer o boto cor-de-rosa, um famoso mamífero aquático da Amazônia, se transforma em um belo rapaz, de boa estatura e bem vestido, saindo em busca de uma mulher para namorar. O boto sempre usa um chapéu, justamente para esconder os orifícios que o caracterizam como peixe.

Usando de sua grande habilidade como dançarino, o boto sempre flerta uma mulher, então, os dois saem para namorar. Após o passar do tempo, o boto abandona a mulher e retorna para o rio, pois quando amanhece o galante rapaz volta à sua forma de peixe.
Após a leitura lenda resolvemos fazer uma garrafa  com lantejoulas e brilhos e com o Boto cor- de- rosa.
Trabalhamos a lenda, preservação da natureza e reciclagem.









Projeto Brinquedos e Brincadeiras com o Pintor Ivan Cruz.


Bolhas de sabão e alegria.
Falamos muito sobre a valorização das brincadeiras na escola, mas precisamos promover o tempo do brincar, confeccionamos os brinquedos para os alunos brincarem de bolinhas de sabão, relacionado a obra de Ivan Cruz Bolinhas de Sabão e  a música Bolinhas de sabão.


 Jardim II - C, profs: Vaneide e Érika.



Brinquedo pronto feito com garrafa reciclável vamos brincar.





Ficamos surpresas com o envolvimento e a alegria das crianças,
trabalho significativo.